Ciúmes Excessivo o que é e como tratar

Ciúmes, Excessivo, como, tratar, tratamento, namoro, casamento, brigas, problemas

Quem ama tem ciúmes? Na verdade, não. O ciúme é uma doença séria e deve ser levada em consideração tanto para quem o pratica, como para quem o sofre.

O ciúme nada mais é do que um impulso involuntário que sentimos quando temos medo de perder a pessoa amada, ele normalmente tem motivo de ser e passa depois que a situação é controlada ou revertida.

Mas, em alguns casos, o ciúme é tanto que o comportamento da pessoa se torna excessivo e até descontrolado. Nesses casos o ciúme já virou uma patologia e deve ser tratado por um profissional especializado. Esse tipo de pessoa normalmente tem uma preocupação excessiva com a outra, se sente constantemente ameaçada por um inimigo que não existe, sempre busca controlar o parceiro emocionalmente e mentalmente, além de ser inflexível em diversos assuntos, perfeccionista e se manter sempre com o mesmo pensamento, seja ele de traição ou desconfiança constante. É normal que essa pessoa vasculhe seu celular, e-mail, bolsos, cheire suas roupas, te ligue várias vezes ao dia e queira controlar onde você vai e com quem deve sair.

Ciúmes, Excessivo, como, tratar, tratamento, namoro, casamento, brigas, problemas

Foto: Reprodução

Outra característica de quem sofre com essa doença é a sensação de superioridade. O indivíduo com ciúmes excessivos acredita sempre ser melhor e mais preparado que a outra pessoa e, exatamente por isso, suas preocupações e anseios não têm motivo de ser – além de se ver sempre como dono da razão e, com isso, ser constantemente rude e impaciente.

Como tratar os ciúmes excessivos

Mas, como tratar uma pessoa que sofre com essa patologia? Para quem percebeu que está exagerando no zelo, a maneira correta é procurar um profissional da saúde e começar uma psicoterapia. Desse modo, o indivíduo aprenderá a identificar quando o seu ciúme está fugindo do controle e maneiras de como mantê-lo calmo e seguro. As crises de ciúmes nada mais são do que alterações na linha cognitiva de pensamento e, por isso, quando avaliado por um profissional, ele poderá lhe orientar na melhor forma de fazer com que sua mente tire do foco o que te perturba para fazer com que se concentre em algo que lhe dê prazer.

Para algumas pessoas, no entanto, o tratamento psiquiátrico é única solução. Esses casos são mais comuns em pessoas que desenvolvem com o ciúme excessivo outros sintomas de doenças, como o TOC e a esquizofrenia. Para isso, é necessário um acompanhamento psiquiátrico e medicamentos neurolépticos para o controle da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*