Como Funciona o novo Super Simples para Pequenas Empresas

super simples, das, simples nacional, microempreendedor, micro, empresário, empreendedor, pagamento, pequenas empresas, impostos

Se você é micro ou pequeno empresário, provavelmente um dos maiores problemas que enfrenta no seu cotidiano de trabalho é a burocracia, principalmente em relação às inúmeras leis tributárias.

Se você realmente se incomoda com essa questão, pode ficar tranquilo, pois a partir de novembro, esse será um aspecto que vai mudar para melhor na vida dos empreendedores.

Isso porque a partir de novembro vai começar a vigorar o chamado “Super Simples” para as pequenas empresas. Como o próprio nome já sugere, esse novo mecanismo vai simplificar a vida dos pequenos empresários, já que oito impostos serão recolhidos em um único boleto, o que além de reduzir muito a burocracia, também tem o objetivo de reduzir a carga tributária em até 40% em cima dos impostos pagos.

O Super Simples pode ser compreendido como um novo método de tributação das pequenas empresas, que vai ter como base para calcular apenas a receita bruta da empresa. O principal critério para os empresários poderem aderir ao Super Simples é o faturamento da sua empresa, o qual não pode ultrapassar a marca dos R$ 3,6 milhões por ano. A estimativa é de que o Simples Nacional seja ampliado agora e possa beneficiar cerca de 450 mil pequenos negócios.

Antes do Super Simples ser aprovado, o ramo de atuação da empresa era levado em consideração para quem quisesse fazer parte do já existente Simples Nacional. Ou seja, os segmentos técnicos, intelectuais, desportivos e alguns outros não tinham esse benefício. Agora, a partir de novembro de 2014, apenas o faturamento anual será analisado, conforme já mencionado anteriormente.

O Super Simples resulta de um conjunto de mudanças que o atual governo está tentando realizar no sistema burocrático, com ênfase nos micro e pequenos empreendedores. Essa lei também vai trazer outro benefício: a redução do prazo de abertura para as pequenas empresas, que deve passar dos 107 dias exigidos atualmente para cinco dias! Uma mudança bastante significativa para quem está se preparando para se lançar como empreendedor.

É um incentivo a mais para os brasileiros que sempre sonharam em ter seu próprio negócio e que agora poderão conquistar esse objetivo sem tantas complicações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*