Resumo sobre o uso dos Porquês

Resumo, uso, dos Porquês, porque, por que, por quê, porquê, quando, usar, como dúvida

Confira um resumo super simples sobre o uso dos Porquês e saiba quando usá-los. 

O uso dos porquês é um assunto que gera muitas dúvidas.

Leia algumas dicas que te ajudarão na hora de usá-los.

Resuminho:

Por que – usado para fazer uma pergunta.

Por quê – usado no final de perguntas para indicar “o motivo”.

Porque – usado para responder a uma pergunta.

Porquê – usado no meio das frases para indicar “o motivo”.

 

Por que

O por que tem dois empregos diferenciados:

  • Quando for a junção da preposição por + pronome interrogativo ou indefinido que, possuirá o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”:

Exemplos: Por que você não foi em casa? (por qual razão)

Não sei por que não quero sair de casa hoje. (por qual motivo)

  • Quando for a junção da preposição por + pronome relativo que, possuirá o significado de “pelo qual” e poderá ter as flexões: pela qual, pelos quais, pelas quais.

Exemplo: Sei bem por que motivo você não quis comer. (pelo qual)

 

Por quê

  • Quando vier antes de um ponto, seja final, interrogativo, exclamação, o por quê deverá vir acentuado e continuará com o significado de “por qual motivo”, “por qual razão”.

Exemplos: Você não leu todo o livro? Por quê?

Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro.

 

Porque

  • É conjunção causal ou explicativa, com valor aproximado de “pois”, “uma vez que”, “para que”.

Exemplos: Não fui ao teatro porque tive que ficar estudando. (pois)

Não vá fazer fofocas porque isso prejudicará somente a você. (uma vez que)

 

Porquê

  • É substantivo e tem significado de “o motivo”, “a razão”. Vem acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Exemplos: O porquê de não estar conversando é porque preciso prestar atenção. (motivo)

Diga-me o porquê de não ter aparecido ontem. (uma razão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*